Como evitar Vírus e Malwares anexados ao e-mail

Como evitar Vírus e Malwares anexados ao e-mail

Não é apenas com o spam, as famosas mensagens de propaganda indesejadas, que você deve se preocupar ao acessar a sua caixa de entrada e ler os seus e-mails. Existem muitos golpes que são aplicados justamente pelo correio eletrônico e você precisa tomar alguns cuidados para não acabar sendo vítima deles.

Aqui neste artigo, nós trazemos as dicas e cuidados necessários para evitar vírus e malware anexados nos seus e-mails.

Não clique e não abra!

Tenha por padrão não abrir e-mails nem clicar em links ou baixar arquivos de e-mails que você não tenha absoluta certeza da procedência. Desconfie sempre, mesmo que o e-mail tenha um nome que você conheça ou seja de um local onde você tem conta ou fez uma compra. Desconfie até mesmo de emails vindos de colaboradores da própria empresa.

Anexos de arquivo legítimos são raramente enviados por instituições e muito menos possuem extensões como .ZIP ou .EXE. Se o remetente é conhecido e você tomou o cuidado que mencionaremos no próximo tópico, limite-se a abrir arquivos .PDF, .DOC ou .JPG, após checar a procedência e serem arquivos realmente necessários e esperados.

Com esse espírito de desconfiança que, infelizmente é necessário, observe com atenção os demais tópicos dessa nossa lista. 

Cheque o remetente do e-mail

Nem sempre o remetente exibido é verdadeiro, então faça três tipos de verificação:

1. Veja se o nome exibido tem relação com o endereço de e-mail utilizado.

Exemplo: Lojas Americanas – contato@vendasja.net

Neste exemplo, há claramente alguém tentando se passar por uma empresa conhecida, já que o domínio do e-mail não pertence à mesma.

2. Cheque se o endereço exibido é verdadeiro

É possível mascarar o e-mail de envio, exibindo um endereço confiável. Para verificar, passe o mouse no endereço de e-mail ou no nome de remetente e aparecerá o endereço real utilizado.

3. Dupla atenção ao domínio do endereço de e-mail

Ao passar o mouse, pode ser exibido um endereço parecido com aquele que é esperado, por isso, muita atenção. No exemplo das Lojas Americanas, confira algumas formas de enganar o usuário.

vendas@lojasamericanas.tk
(domínio .tk não utilizado pela empresa)

contato@lojamericanas.com.br
(nome da empresa falta uma letra s)

informacao@lojasamericanas3448.com.br
(números aleatórios no endereço)

oi@lojasamericanas.vendas.com.br
(repare que o domínio principal é vendas.com.br)

Cuidado com assuntos chamativos

Muitos e-mails infectados utilizam o campo relacionado ao assunto para chamar a atenção do usuário. Veja alguns exemplos comuns utilizados para a disseminação de vírus e malwares:

Promoções, sorteios e vantagens

Você foi sorteado, ganhou um presente, tem um item do seu interesse em uma promoção, são algumas das chamadas que esse tipo de e-mail utilizará.

Curiosidades

Conteúdo pornográfico, morte de alguma celebridade, algum evento, acontecimento, imagem ou vídeo impressionante, história comovente.

Cobranças e avisos

Cobranças de bancos, lojas, avisos de CPF cancelado, de inclusão no Serasa, entre outros, também são amplamente utilizados para golpes por e-mail.

Não deixem que saibam que seu endereço é real

Existem alguns tipos de e-mail que não possuem nenhum tipo de material perigoso, como malwares e vírus, mas servem para enviar uma informação de que o email foi aberto por alguém. Dessa forma, ao abrir o e-mail, você confirma que o seu endereço está sendo utilizado e, por isso, será alvo de futuras tentativas de golpe. Veja a seguir dois desses métodos:

E-mail vazio

Você recebe um e-mail sem nada, muitas vezes até mesmo sem assunto e, ao abri-lo, você envia a informação de que o seu e-mail está ativo.

Imagens automáticas

Imagens exibidas automaticamente no corpo do e-mail também podem servir ao mesmo propósito. Desabilite a abertura automática de imagens.

Não confie em e-mails do Governo!

Não estamos falando sobre nenhum tipo de questão ideológica. Antigamente, podíamos confiar cem por cento em e-mails vindo de endereços ORG.BR mas isso não é mais verdade.

Isso porque endereços de e-mail com final @org.br agora estão disponíveis para qualquer pessoa que tenha um CPF, abrindo espaço para que criem emails com o único propósito de ter um endereço com autoridade suficiente para qualquer pessoa clicar sem nem ao menos checar.

Cheque as informações na internet

Se estão dizendo que o seu nome está no Serasa, antes de clicar em algum link, vá diretamente ao site do Serasa e verifique as informações. Se estão dizendo que você tem uma dívida com alguma empresa, procure o telefone de atendimento no site oficial e cheque a informação você mesmo.

Nunca clique em links, abra arquivos ou mesmo ligue para números informados nos e-mails. Quem aplica esse tipo de golpe normalmente sabe muito bem como criar um e-mail que se pareça com um e-mail real, até com um visual que se parece com o real.

Proteja-se em primeiro lugar

Antes mesmo de seguir essas dicas, não esqueça de navegar sempre com um software de segurança ativado, de preferência completo e em tempo real, com antivírus e antimalware. Você pode também clicar com o botão direito em arquivos anexados e fazer uma varredura com eles. Evite softwares de segurança gratuito, pois eles não possuem todos os recursos necessários.

Para a sua empresa, confira a solução de E-mail Corporativo da Dotfile:

  • Utilize um endereço próprio nos e-mails da empresa
  • Endereço web com certificado de segurança SSL
  • Proteção contra vírus, malware e spam
  • Migre seus dados atuais para a nuvem
  • Suporte de verdade com especialistas

Entre em contato pelo botão abaixo e confira!

 

Artigos Relacionados